Tuesday, 13 December 2016

BOM DIA, REVOLUÇÃO (GOOD MORNING REVOLUTION – Langston Hughes)

Bom dia Revolução:
........Você é a melhor amiga
........Que sempre tive.
Nós vamos, camarada, por aí juntos de agora em diante.
Ei, ouça, Revolução:
Você sabe, o chefe onde eu costumava trabalhar,
O cara que me deu um ar para reduzir despesas
Ele escreveu uma longa carta para os jornais sobre você:
Disse que você era uma encrenqueira, uma inimiga-estrangeira,
Em outras palavras, um filho-da-puta.
Ele ligou para a polícia
E disse a eles para vigiarem uma camarada
Chamada Revolução.
Você vê,
O chefe sabe que você é minha amiga
Ele nos vê sair juntos
Ele sabe que nós somos famintos e clandestinos,
E que não temos droga nenhuma neste mundo –
E que vamos fazer alguma coisa sobre isto.
O chefe tem tudo o que ele precisa, com certeza,
.....Come até inchar,
.....É dono de muitas casas,
.....Sai de férias,
.....Fura greves
.....Trata de política, suborna a polícia
.....Compra o Congresso,
......E bota banca em todo o mundo –
Mas eu, eu nunca tive o bastante para comer
Eu, eu nunca estive aquecido no inverno.
Eu, eu nunca conheci segurança –
Toda a minha vida, vivi com uma mão na frente
....................E a outra atrás .
Ouça, Revolução,
Somos companheiros, vê –
Juntos
Nós podemos tomar tudo:
Fábricas, arsenais, casas, navios,
Ferrovias, florestas, campos, pomares,
Linhas de ônibus, telégrafos, rádios,
(Meu deus! Levantar o inferno com rádios!)
Siderúrgicas, minas de carvão, poços de petróleo, gás
Todas as ferramentas de produção.
(Grande dia na manhã)
Todas as coisas –
E transformá-las para as pessoas que trabalham,
Tomá-las e fazê-las funcionar para nós, as pessoas que trabalham.
Camarada! Os rádios!
Transmitindo aquela primeira manhã para URSS:
Outro membro da Internacional acabou de chegar
Saudações para as Repúblicas Socialistas Soviéticas
Ei, vocês, trabalhadores levantando-se por toda parte, saudações –
E nós vamos cantar: Maré
Cantar: Cabula
Cantar: Quilombo Rio dos Macacos
Cantar: Demini
Cantar: Oaxaca
Cantar: Amazônia
Assinar com meu nome: Trabalhador.
Neste dia ninguém vai sentir fome, frio, opressão
Em parte alguma do mundo de novo.
Este é nosso trabalho!
Eu estava morrendo de fome há muito tempo,
Você não?
Vamos, Revolução!

Tradução: Camillo César Alvarenga.


GOOD MORNING REVOLUTION – Langston Hughes

Good morning, Revolution
You're the very best friend
I ever had.
We gonna pal around together from now on.
Say, listen, Revolution:
You know, the boss where I used to work,
The guy that gimme the air to cut down expenses,
He wrote a long letter to the papers about you:
Said you was a trouble maker, a alien-enemy,
In other words a son-of-a-bitch.
He called up the police
And told 'em to watch out for a guy
Named Revolution.
You see,
The boss knows you're my friend.
He sees us hangin' out together.
He knows we're hungry, and ragged,
And ain't got a damn thing in this world--
And are gonna do something about it.
The boss's got all he needs, certainly,
Eats swell,
Owns a lotta houses,
Goes vacationin',
Breaks strikes,
Runs politics, bribes police,
Pays off congress,
And struts all over the earth--
But me, I ain't never had enough to eat.
Me, I ain't never been warm in winter.
Me, I ain't never known security--
All my life, been livin' hand to mouth,
Hand to mouth.
Listen, Revolution,
We're buddies, see--
Together,
We can take everything:
Factories, arsenals, houses, ships,
Railroads, forests, fields, orchards,
Bus lines, telegraphs, radios,
(Jesus! Raise hell with radios!)
Steel mills, coal mines, oil wells, gas,
All the tools of production,
(Great day in the morning!)
Everything--
And turn 'em over to the people who work.
Rule and run 'em for us people who work.
Boy! Them radios--
Broadcasting that very first morning to USSR:
Another member the International Soviet's done come
Greetings to the Socialist Soviet Republics
Hey you rising workers everywhere greetings--
And we'll sign it: Germany
Sign it: China
Sign it: Africa
Sign it: Poland
Sign it: Italy
Sign it: America
Sign it with my one name: Worker
On that day when no one will be hungry, cold, oppressed,
Anywhere in the world again.
That's our job!
I been starvin' too long,
Ain't you?
Let's go, Revolution!

No comments:

Post a Comment